segunda-feira, novembro 20, 2006

Mundos Distantes

Pedi pro vento levar-te um beijo
E às abelhas o mel emprestado,
Pra quando a brisa tocasse teus lábios
Sentisse o tamanho do meu desejo.

Pedi ao sol que forte brilhasse
E à flor que em cor desabrochasse,
Pra quando ganhares o meu presente
Esqueças que estou cá, ausente.

Mas, ao nosso amor, Zeus se zangou,
Com uma tormenta, o céu fechou,
E tua Vênus em vão chorou.

Na colméia, abelha se escondeu,
De tanto frio, flor encolheu.
És um mortal, sonho dissipou.

Dinha Oliveira

Um comentário:

Tatiana Mamede disse...

(-suspiro-)