segunda-feira, junho 18, 2007

Expectativas

Como viver uma vida sem semear expectativas? E poque é tão frustrante quando não colhemos o que esperamos? Se eu plantar milho, quero e espero colher milho, e não cana-de-açúcar. Acho que o maior problema é quando não entendemos nada sobre agricultura e pegamos uma plantação já semeada, e ainda crescendo, é incrível como que pra um leigo milho é extremamente parecido com a cana desde o principio...

Mas quem disse que milho é melhor que cana? Às vezes o que esperamos colher esta em baixa no mercado, às vezes apostamos todas as fichas em ações promissoras que perdem seu valor drasticamente da noite pro dia, assim como semeamos ao vento e este por pura pirraça nos traz uma grande lavoura de algo desconhecido. Temos então duas opções, exterminar a plantação acreditando que se trata de um monte de braqueária, ou aguardar, pode ser capim estrela

O mais engraçado, é que tudo no começo surpreende, o mesmo mato que pode ser daninha pode ser feno, não se sabe a utilidade se não deixar tomar conta do pasto e florescer ou então espalhar...O mesmo que pode trazer a bonança, a boa colheita, pode exterminar toda uma safra, comprometer toda a lavoura, imagina o perigo de daninhas no plantio do café, imagina se tudo o que víssemos maquiássemos em flores? Por isso é preciso sempre dosar, nem tudo é tão maléfico quanto pensamos, e como ultima opção, sempre existe um agrotóxico para o combate

Interessante a frustação quando a apostamos todas as economias no arrendamento de um alqueire de café ja plantado (por exemplo), porque ai não há falhas de plantio, ja esta cultivado, a planta crescida, produzindo frutos de ótima qualidade, sabemos que é só investir em cuidados com a lavoura, com sua manutenção, eliminando pragas e conservando as qualidades do solo, irrigando, oferecendo condições para que a planta produza além do ano anterior, que multiplique sua capacidade, que faça da colheita uma grande safra. Mas por forças alheias a nossa vontade, a vontade do agricultor, ha uma reviravolta no mercado e o valor da saca de café despenca, todas as economias investidas são perdidas, a venda da safra nao paga o arrendamento, quem dira os gastos e investimentos, os empréstimos, os lavradores, tudo perdido, prejuizo, melhor estocar a colheita num armazem e aguardar, porque vender agora é atestado de falencia sem qualquer possibilidade de regresso

E os plantadores de soja vão ao delírio com a desgraça de seus vizinhos, a soja bem cotada, esta em alta, fica facil caçoar da desgraça do outro, é como dizem pimenta no olhos do outro é refresco. Mas o mundo do agronegócio é surpreendente, o que ta em cima, safra que vem ta em baixa, quanto maior a oferta menor a valorização, e os cafeicultores que venderam sua colheita a preço de bananas resolvem aderir a nova sensação do momento, derrubam os pés de café, adubam o solo, semeam soja e se preparam pra grande colheita.Mas tem um doido la no meio, que diz não arredar o pé, esquece seu café desvalorizado no armazém, renegocia com os bancos, faz mais emprestimo, paga os lavradores, e espera um pouco mais.Na verdade, ele se dá esse tempo, de descobrimento, pra ver até onde é capaz de suportar, se tranca, como se estivesse em banheiros sujos desesperadamente agarrado ao vaso como unica companhia. Ele sente seus dedos fracos, não conseguindo mais se agarrar a nada.Sente seu corpo cansado, sua vida despedaçada, e se adapta ao banheiro, àquela escuridão insalubre...

Um comentário:

chayenny disse...

Oi,

Te visitei e gostei muito do seu blog. E gostaria de fazer um convite... Recebi do Zineacesso, André Miranda, (www.zineacesso.com) um meme sobre os cinco livros que marcaram nossas vidas. Esse meme consiste apenas em postar no seu blog os livros que vc mais gostou e convidar outros para fazer o mesmo!
meu blog é:
www.dandanrpc.blogspot.com

Abraços,

Abraços :)